domingo, abril 30, 2006

JOVENS DESILUDIDOS COM A POLÍTICA

Um estudo divulgado este domingo na Guarda sobre "O Associativismo Juvenil e a Cidadania Política" revela que os jovens estão descontentes com a política e com o modo como a democracia funciona na sociedade portuguesa.

Segundo o documento, a análise realizada sobre atitudes face à democracia e à participação política e social dos jovens, "sublinha a presença de convicções democráticas bastante generalizadas na população, a par de um sentimento maioritário de descontentamento relativamente ao modo como a democracia funciona na sociedade portuguesa".

"A este descontentamento estará provavelmente associado não apenas a incapacidade da sociedade, que se acentuou com a desaceleração económica dos últimos anos, em sustentar e satisfazer as expectativas sociais e económicas dos sectores juvenis, mas também uma certa degradação das instituições democráticas que têm revelado alguma dificuldade em darem de si mesmas uma imagem mais transparente e credível", afirmam os autores.

Este trabalho resultou de entrevistas realizadas a 1000 jovens com idades entre os 15 e os 29 anos.

Fonte: Diário Digital

sábado, abril 29, 2006

MOÇÕES APROVADAS EM FARO E MONCHIQUE

No passado dia 26, a Moção intitulada “Curso de Medicina no Algarve”, que já tinha sido aprovada na Assembleia Metropolitana da AMAL, foi apresentada na Assembleia Municipal de Faro pelo Secretário-Geral da JSD/Algarve (Bruno Lage), tendo sido aprovada com o voto favorável das bancadas parlamentares do PSD, PS e CDU e com a abstenção da bancada do Bloco de Esquerda.

No mesmo dia, o Vice-Presidente da JSD/Algarve (Rui André) apresentou a referida moção na Assembleia Municipal de Monchique, tendo a mesma sido aprovada (por unanimidade) pelas bancadas do PSD e PS.

A JSD/Algarve, pretende que esta moção seja apresentada em todas as Assembleias Municipais Algarvias onde existam elementos da JSD, procurando, em paralelo com a petição “Curso de Medicina já!” que este assunto seja debatido e que mobilize e envolva em torno deste projecto toda a região algarvia.

As moções aprovadas serão agora enviadas ao Sr. Presidente da Republica, Sr. Ministro da Saúde, Sr. Ministro da Ciência e Ensino Superior, líderes parlamentares na Assembleia da República e aos órgãos de comunicação social.

quarta-feira, abril 26, 2006

PETIÇÃO "CURSO DE MEDICINA JÁ!" ESTÁ ONLINE

Caros companheiros!

A petição "Curso de Medicina já!" encontra-se agora online.

Poderão consultá-la em:
http://www.petitiononline.com/Algarve/petition.html

Por favor, subscrevam-na e reenviem-na para todos os vossos contactos.

A JSD/Algarve agradece.

terça-feira, abril 25, 2006

32 ANOS DE DEMOCRACIA!

O 25 de Abril de 1974 foi um marco histórico na nossa História!

Graças a ele temos, quanto mais não seja, a democracia e a liberdade de expressão. Podemos escolher quem governa o nosso país, as nossas cidades, a nossa vida!

Temos a liberdade de poder mostrar a nossa discordância ou indignação sobre um determinado assunto. A liberdade de ter este Blog online. Até a liberdade de dizer mal do 25 de Abril! Ninguém nos vai prender ou torturar se o fizermos.

Viva o 25 de Abril!!! Viva a Democracia! Viva a Liberdade!

segunda-feira, abril 24, 2006

MOÇÃO "CURSO DE MEDICINA NO ALGARVE" APROVADA NA AMAL

O PSD/Algarve apresentou, na Assembleia Metropolitana da AMAL que se realizou na 5ª feira passada, uma moção intitulada “ Curso de Medicina no Algarve” que se destina, segundo os sociais-democratas algarvios, “a recolocar na ordem do dia uma medida estratégica para o futuro da região”.

A moção, apresentada pelo líder da JSD, Cristóvão Norte, foi aprovada por unanimidade e incide sobre o défice crónico de médicos no Algarve que o PSD considera "conduzir a estrangulamentos insuperáveis na qualidade dos serviços de saúde prestados aos Algarvios e que apenas serão superados quando a região dispuser de um curso de medicina e do Hospital Central do Algarve”, e sublinha ambicionar, com esta iniciativa, “convocar a sociedade algarvia para este desígnio e suscitar o envolvimento da AMAL neste combate ”.

Cristóvão Norte relembrou, a este propósito, que o PS elencou estas medidas como vértice do manifesto eleitoral proposto aos algarvios nas legislativas de 2005, pelo que sublinha serem “os sinais são extremamente preocupantes” e que "não foram dados os passos necessários para que estas intervenções sejam uma realidade no espaço da legislatura”, alertando para a impreteribilidade de se cumprirem, escrupulosamente, os compromissos assumidos perante os algarvios.

O jovem social democrata algarvio salientou, por outro lado, não aceitar que considerações de índole política devem confirmar as considerações de natureza técnica, no caso de o parecer solicitado pelo Governo a uma Comissão de peritos independentes, ser favorável à criação do curso.

Na moção, pode entender-se ainda que Portugal Continental dispõe de 7 faculdades de medicina não estando qualquer delas sedeada a sul do rio Tejo, e que 70% dos alunos diplomados na Universidade do Algarve, no decurso dos últimos 25 anos, permanecem radicados na região, o que leva os sociais-democratas a enfatizar que “o curso de medicina garante a fixação de médicos no Algarve”, sobretudo quando a Universidade do Algarve, na proposta que apresentou ao Governo, preconiza a isenção de propinas para os estudantes que contratualizem com a instituição a permanência na região por um período mínimo de seis anos.

Por último, o PSD/Algarve recorda que, em 1999, quando este assunto esteve em cima da mesa, “ o imobilismo da classe política deitou tudo a perder” pretendendo com esta moção, que reputa de “estruturante e unificadora dos superiores interesses dos algarvios” contribuir para que “todos, sem excepção, abracem esta causa”.

domingo, abril 23, 2006

A BOM RITMO...

Neste fim-de-semana uma grande acção de recolha de assinaturas, na Semana Académica de Loulé, permitiu que a barreira das 2.500 assinaturas fosse ultrapassada.

Assim e de modo a ser cumprido o nosso objectivo pedimos que, todos os militantes e simpatizantes da JSD, abracem esta iniciativa e colaborem na recolha de assinaturas por todo o Algarve.

sábado, abril 22, 2006

PSD/ALGARVE DEFENDE REFERENDO À REGIONALIZAÇÃO JÁ EM 2008

O Presidente do PSD/Algarve, Mendes Bota, anunciou hoje que vai apresentar ao congresso nacional do partido, em Maio, uma proposta sobre regionalização que inclui a realização de um referendo em 2008.

No documento, que terá de ser submetido a aprovação pela Assembleia Distrital do PSD/Algarve, a 10 de Maio, Bota defende que as primeiras eleições regionais «coincidam com as eleições autárquicas de 2009, caso mereçam a luz verde do povo português».

Para o dirigente e deputado algarvio, a reforma da administração do Estado realizada pelo governo «está a acelerar todo o processo político em Portugal, e o PSD não pode fingir que nada tem a ver com isso, ou que tem outras prioridades para discutir».

A proposta do presidente dos sociais-democratas algarvios, é subscrita por todos os membros da distrital, que manifestaram «total disponibilidade» para o acompanharem, «no combate pela implementação de uma descentralização política e administrativa».

«O combate será feito com base no modelo das cinco regiões/plano, quaisquer que sejam as circunstâncias, dentro ou fora do PSD».

Segundo Mendes Bota, a adopção do modelo regional «constitui grandes vantagens competitivas na Europa das Regiões, à qual estão a aderir os novos Estados Membros europeus, para combater o modelo centralista que, durante vinte anos, acentuou as assimetrias regionais e a desertificação de várias regiões».

Diário Digital / Lusa

sexta-feira, abril 21, 2006

A EXCEPÇÃO...

O nosso companheiro Nuno Rio, enviou para o "Claros e Objectivos" o seguinte post:
-----
De acordo com o jornal Correio da Manhã, Maria Monteiro, filha do antigo
ministro António Monteiro e que actualmente ocupa o cargo de adjunta
do porta-voz do Ministério dos Negócios Estrangeiros vai para a
embaixada portuguesa em Londres.

Para que a mudança fosse possível, José Sócrates e o ministro das
Finanças descongelaram a título excepcional uma contratação de pessoal
especializado.

Contactado pelo jornal, o porta-voz Carneiro Jacinto explicou que a
contratação de Maria Monteiro já tinha sido decidida antes do anúncio
da redução para metade dos conselheiros e adidos das embaixadas.

As medidas de contenção avançadas pelo actual governo, nomeadamente o
congelamento das progressões na função pública, começam a dar frutos.

Os sacrifícios pedidos aos portugueses permitem assegurar a carreira
desta jovem de 28 anos que, apesar da idade, já conseguiu, por mérito
próprio e com uma carreira construída a pulso, atingir um nível de
rendimento mensal superior a 9000 euros.

É desta forma que se cala a boca a muita gente que não acredita nas
potencialidades do nosso país, os zangados da vida que só sabem
criticar a juventude. Ponham os olhos nesta miúda.

A título de curiosidade, o salário mensal da nossa nova adida de
imprensa da nossa embaixada em Londres daria para pagar as progressões
de 193 técnicos superiores de 2ª classe, de 290 Técnicos de 2ª classe
ou de 290 Assistentes Administrativos.

O mesmo salário daria para pagar os salários de, respectivamente, 7,
10 e 14 jovens como a Maria, das categorias acima mencionadas, que
poderiam muito bem despedir-se, por força de imperativos orçamentais.

Estes jovens sem berço, que ao contrário da Maria tiveram que
submeter-se a concurso, também ao contrário da Maria já estão
habituados a ganhar pouco e devem habituar-se a ser competitivos.

A nossa Maria merece."

segunda-feira, abril 17, 2006

SILVES JSD promove marcha-lenta de protesto contra urgências nocturnas

A JSD/Silves promoveu na tarde de Sábado uma marcha lenta por várias estradas do Algarve de protesto contra o encerramento das urgências nocturnas do Centro de Saúde daquela cidade, cujo fecho está previsto ocorrer até ao final do ano.

"Queremos mostrar o nosso descontentamento com o anunciado encerramento do SAP [Serviço de Atendimento Permanete] de Silves", disse à Agência Lusa José Soares, o presidente dos jovens sociais-democratas locais.

Segundo José Soares, a marcha lenta foi programada para a altura da Pás coa, "porque a região acolhe vários milhares de visitantes, e o protesto terá ma ior visibilidade".

"Esta nossa iniciativa surge no sentido de juntar a nossa às muitas voz es que estão contra o encerramento daquele serviço, num concelho de 32 mil habit antes", sublinhou.

O encerramento das urgências nocturnas no Centro de Saúde entre as 00:0 0 e as 08:00 é igualmente contestado pela Câmara Municipal local e pela comissão de utentes, que a 20 de Janeiro juntou duas centenas de pessoas em manifestação , 06 de Fevereiro entregou na ARS/Algarve um abaixo-assinado com mais de 2.300 a ssinaturas e promoveu a 30 de Março uma vigília com mais de 300 pessoas.

Ainda se desconhece a data exacta do encerramento daquele serviço noctu rno em Silves, mas está previsto que ocorra antes do final do corrente ano, no â mbito da reestruturação do Serviço Nacional de Saúde, indicou o presidente da Ad ministração Regional de Saúde (ARS) do Algarve, Rui Lourenço.

Segundo o critério definido para o estabelecimento da Rede Nacional de Cuidados de Emergência, o SAP de Silves será o único do Algarve a fechar as port as.

A concentração para a marcha lenta promovida pela JSD/Silves está marca da para as 16:30, junto ao campo de futebol de São Marcos da Serra, passando pel a Estrada Nacional (EN) 1 em direcção a Albufeira, EN-125, Via do Infante e term ina com nova concentração junto ao Centro de Saúde de Silves.

Fonte: Observatório do Algarve

quarta-feira, abril 12, 2006

A JSD/ALGARVE deseja a todos os seus militantes, simpatizantes e visitantes do "Claros e Objectivos" uma Boa Páscoa.

segunda-feira, abril 10, 2006

terça-feira, abril 04, 2006

A BOM RITMO...

A Campanha de recolha de assinaturas para a petição "Curso de Medicina Já!!!" continua a bom ritmo, verificando-se uma grande aceitação por parte da população.

Neste fim-de-semana, a barreira das 1500 assinaturas foi ultrapassada.